BRAZIL NIL NEWS

Ícone

News from Brazil

Fórum Mundial de Turismo em Florianópolis

Março 30, 2009 by Nilnews

De 14 a 18 de maio próximo, o Brasil será sede de um dos mais importantes eventos de turismo do mundo: o 9º Fórum Mundial de Turismo do World Travel and Tourism Council (WTTC), que acontecerá no Costão do Santinho, em Florianópolis (SC).

O tema será ‘Parcerias Reais – Energizando Economias’,  para garantir sucesso do setor num ano de crise global. Os 100 principais executivos em todo o mundo, membros do WTTC, devem comparecer ao evento, cujo público estimado é de 800 congressistas.

A organização do Fórum consumirá algo em torno de R$ 12 milhões, custeados pelo Governo de Santa Catarina, EMBRATUR e outros patrocinadores. Já o WTTC deve gastar US$ 3,5 milhões para veicular a realização do evento na mídia internacional.

O tema escolhido, Parcerias Reais — Energizando Economias, foi apresentado em reunião organizada para cem convidados na residência do embaixador do Brasil em Lisboa, na semana passada.

Além deste, outros 19 eventos promoverão o Global Travel & Tourism Summit de Santa Catarina em diversos mercados do mundo. “Não há dúvida de que a Indústria de Viagem e Turismo estará enfrentando desafios significativos no ano à frente”, advertiu o presidente do WTTC, Jean-Claude Baumgarten.

Baumgarten também comentou as estimativas prévias do impacto econômico do Turismo em 2008 e 2009: “A deterioração no ambiente macroeconômico e a desaceleração do mercado nos indicadores mensais da atividade turística nos últimos meses de 2008 resultou numa curva mais pronunciada do setor do que o imaginado em janeiro de 2008. Nossas estimativas preliminares indicam que o PIB de Viagem e Turismo aumentou apenas 1% no último ano, dois pontos percentuais abaixo da na nossa previsão”.

O impacto econômico global no setor de Viagem e Turismo será, porém, muito maior em 2009. O PIB do setor deve encolher este ano em torno de 3,5%, segundo o presidente do WTTC. Para a entidade, a realização do congresso em Florianópolis está sendo considerada como uma parceria público-privada exemplar, que reunirá governos nos níveis nacional, estadual e municipal do Brasil e de outras partes do mundo, juntamente com líderes do setor privado de cada continente.

Diagnóstico do WTTC aponta o Brasil como a 14ª economia de turismo do mundo, com tendência de crescimento rápido e estável a curto e médio prazos, à razão de 5,3% até 2017.

O turismo emprega 230 milhões de pessoas em todo o mundo, o que corresponde a 8,3% do total de empregos e tem impacto direto de aproximadamente 10% do PIB mundial. Isso quer dizer que uma, em cada grupo de 12 pessoas trabalha no segmento.

De acordo com as previsões do WTTC para a década 2007/2017, o turismo da China deverá registrar o maior crescimento do mundo, algo em torno de 9,1% e gerar 75, 710 milhões de empregos em 2017, deixando prá trás Japão, Alemanha, Reino Unido, França, Espanha, Itália e Canadá. Até lá, os Estados Unidos deverão ter faturamento de US$3, 067 trilhões.

Já o Brasil nesse prazo, prevê o WTTC, fecha com 7, 773 milhões de empregos, alçando à quinta posição no ranking, atrás da China, Índia, EUA e Japão.

Assessoria de Comunicação/Eventpool

Iggy Pop grava jazz e Tom Jobim

Março 30, 2009 by Nilnews

O roqueiro Iggy Pop acaba de anunciar a data de lançamento de seu mais novo album de jazz Preliminares: 18 de maio.

O vocalista dos Stooges, conhecido pelas performances cheias de atitude rock and roll – nos anos 70, ele chegou a rastejar sobre cacos de vidro em cima do palco – compôs o disco “Preliminaires” inspirado na literatura francesa.

E como se isso já não fosse inusitado o suficiente, uma das faixas incluídas no álbum é “How insensitive”, versão em inglês da canção “Insensatez”, de Tom Jobim e Vinicius de Moraes.

Tudo pode ser esperado de Iggy Pop. Mas gravar Tom Jobim?

O cantor Iggy Pop já havia revelado que o seu novo trabalho seria direcionado para uma sonoridade mais jazzística. E, como se não bastasse, as letras das novas músicas seriam baseadas no livro “A Possibilidade de Uma Ilha”, do escritor francês Michel Houellebecq. Pop ainda afirmou que decidiu gravar um álbum conceitual, porque estava cansado de ouvir bandas com guitarras.

“Aquelas guitarras sujas tocando música ruim estavam me deixando doente. Cansei de ouvir esse tipo de som”, explicou Pop em um vídeo postado em seu site no início do mês.

“Este álbum é mais calmo, com nuances de jazz”, disse o roqueiro, acrescentando que esteve ouvindo recentemente a obra de artistas de New Orleans, como Louis Armstrong e Jelly Roll Morton.
O álbum chegará ao Brasil via EMI Music.

Luiz Felipe Carneiro/SRZD

Pressionado, presidente da GM renuncia

Março 30, 2009 by Nilnews

O presidente da General Motors, Rick Wagoner, confirmou sua demissão da montadora na madrugada desta segunda-feira, 30, como parte de um plano de resgate do governo americano à gigante automobilística. A administração Barack Obama ainda condicionou o resgate da Chrysler – outra grande do ramo – a uma fusão com a italiana Fiat.

“Eu estava na sexta-feira em Washington para uma reunião com funcionários do governo. Durante o encontro, eles solicitaram a minha demissão como CEO da GM e por isso eu decidi deixar o cargo”, disse o executivo em comunicado divulgado pela montadora. Wagoner será sucedido por Frederick “Fritz” Henderson, diretor de operações da GM.

Autoridades do governo disseram, em comunicado à imprensa antes da entrevista que será concedida pelo presidente Barack Obama nesta segunda-feira, que a Casa Branca dará as montadoras capital de giro suficiente para trabalhar com os acionistas a fim de adotar estratégias mais agressivas. O comunicado alertou, no entanto, que uma “rápida e cirúrgica” falência pode ser a melhor chance de sobrevivência para cada empresa.

No caso da GM, o governo vai fornecer capital de giro para 60 dias. Apesar de ter considerado o plano atual da empresa inviável, a Casa Branca manifestou confiança de que a montadora pode sobreviver.

A visão da Casa Branca sobre a Chrysler foi mais dura: ela não acredita que a empresa é viável como uma entidade autônoma. O potencial acordo entre a Chrysler e a Fiat, no entanto, poderia proporcionar um “caminho para a viabilidade,” disse o governo. A Chrysler ganhará capital de giro para 30 dias, período que a Casa Branca considera suficiente para a montadora completar o acordo com a Fiat.

O governo norte-americano disse que a Fiat se comprometeu a fabricar automóveis e motores mais eficientes nos EUA como parte de um acordo com a Chrysler.

Se o negócio for um sucesso, o governo disse que poderá investir até US$ 6 bilhões na Chrysler, um montante já solicitado pela montadora. Mas se a negociação não for concretizada, a Chrysler não receberá mais fundos dos contribuintes.

Um funcionário do governo disse que não poderia colocar um valor sobre o montante de capital de giro que será concedido, enquanto as montadoras aprimoram seus planos.

A GM e a Chrysler receberam em dezembro um total de US$ 17,4 bilhões em empréstimos do governo e solicitaram outros US$ 22 bilhões para continuar operando durante este ano. A força-tarefa do governo Obama tem usado os planos de reestruturação apresentados pelas empresas para julgar se elas merecem ou não receber mais capital. O veredicto divulgado ontem pelo governo é de que, na forma atual, os planos não justificam qualquer injeção de novos recursos.

AE/Clarissa Mangueira

Tags: ,
Postado em Carro, Crise Mundial, Internacional, Sem-categoria

Anúncios

Arquivado em:Allgemeines

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: