BRAZIL NIL NEWS

Ícone

News from Brazil

Jornalista apresentador pede demissão ao vivo em Goiás

 

 

Cena rara na TV brasileira: o jornalista Paulo Beringhs da TBC- TV Brasil Central– vinculada ao governo de Goiás, se demite ao vivo, diante dos telespectadores e dos entrevistados.

O segundo turno para o governo de Goiás é disputa entre pesos-pesados: Marconi Perillo (PSDB) e Iris Rezende (PMDB), atualmente em empate técnico nas pesquisas. Ambos já foram governador do estado, ocuparam cargos importantes na esfera local e nacional. Perillo hoje é senador, Resende, prefeito de Goiânia.

Curiosamente, ambos medem forças através de um evento incomum: a comemoração de suas festas de aniversário, verdadeiras procissões de gente humilde até as fazendas dos dois políticos, com direto a show de gente famosa e mega churrascão (veja os videos abaixo, com a comilança 2010). Na TV pública local, o jornalista Beringhs convidou ambos candidados para o debate político.

Acabou se chocando com a AGECOM- Agência Goiana de Comunicação- mantenedora da TV Brasil Central, que segundo o jornalista é ligada ao grupo de Iris Resende. É um episódio que deveria nos estimular para discutir o conceito de TV pública no Brasil. Se não conseguimos transformar as dezenas, senão centenas de emissoras públicas que hoje estão em mãos de grupos políticos em verdadeiras emissoras públicas, vamos continuar assistindo a espetáculos patéticos como a demissão de Beringhs.

Ou talvez pior, nem nos daremos conta porque é bastante raro um jornalistas com a coragem dele para expor isso aos telespectadores, que aliás são os contribuintes que pagam as contas destas emissoras.

 

Blog http://blogdotas.terra.com.br

Publicado outubro 21, 2010 – am:53 am Categorias: Bizarro, Imprensa, TV | Enviar comentário“Tagged” | Editar

Globo deve seguir soberana no Brasileirão

Leiam o que diz o colunista Eric Beting:

 

O Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) determinou que a Globo não pode mais exercer o direito de preferência na renovação do contrato de cessão dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro. Essa cláusula mágica foi o que sempre deixou nas mãos da emissora o principal torneio de futebol do país que só respira futebol na TV aberta.

Mas o que, de fato, muda com essa decisão?

Muito pouco, para não dizer que nada se altera.

O processo corria desde 1997, quando a Band ficou a ver navios na disputa pelos direitos de transmissão. Hoje, a realidade da venda desses direitos já é um pouco diferente, muito mais próxima daquilo que o Cade disse que tem de “começar” a ser.

Na última vez que o Clube dos 13 negociou os direitos do Brasileirão, em 2008, a venda já era “fatiada” por diferentes mídias. Tanto que houve concorrência de diferentes veículos, mas a Globo acabou oferecendo melhores ofertas e levou o pacote completo do Brasileirão.

Na TV aberta, inclusive, a disputa com a Record, tão aguardada pelos clubes, sequer existiu. A emissora paulista não chegou a apresentar sua proposta, causando indignação entre membros do C13 e da própria Globo à época.

Agora, a novidade é que a Globo não pode esperar a oferta dos outros para então fazer a sua.

Considerando que, para 2011, a emissora aumentou o quanto vai faturar em publicidade na transmissão do futebol, a tendência é de que dinheiro não seja problema quando houver a retomada de negociações do Campeonato Brasileiro 2012.

Por Erich Beting/UOL

Publicado outubro 20, 2010 – pm:37 pm Categorias: Futebol, TV | Enviar comentário“Tagged”, , | Editar

Fraldas geriátricas e 9 remédios incluídos no Farmácia Popular

O Ministério da Saúde anuncia nesta quarta-feira (20) a ampliação da lista de medicamentos oferecidos pelo programa Aqui Tem Farmácia Popular, desenvolvido pelo governo federal em parceria com a rede privada de farmácias e drogarias.

De acordo com nova portaria, a população terá acesso a fraldas geriátricas e mais nove medicamentos em 16 apresentações.

Os remédios incluídos na lista são indicados para asma, rinite, mal de Parkinson, osteoporose, glaucoma e hipertensão. Segundo a pasta, a ampliação vai beneficiar quase um milhão de pessoas por mês, que terão acesso aos produtos a valores correspondentes a até um décimo do preço praticado pelo mercado.

O Aqui Tem Farmácia Popular conta com 13.152 estabelecimentos conveniados em 2.336 municípios. Para ter acesso aos medicamentos e produtos oferecidos nas unidades é necessário que o usuário apresente CPF, documento com foto e receita médica. Os remédios da lista também são distribuídos nas “farmácias básicas” do SUS (Sistema Único de Saúde).

O investimento do Ministério da Saúde na ampliação da lista de medicamentos e produtos oferecidos pelo Aqui Tem Farmácia Popular chegam a R$ 267 milhões. Os recursos já estavam previstos no orçamento de 2009.

Doenças

A lista de novos medicamentos contempla o tratamento de doenças que mais afetam os brasileiros. A asma atinge entre dez e 20% da população e, a rinite alérgica, 25,7% das crianças de seis a sete anos de idade e 29,6% dos adolescentes de 13 a 14 anos.

O glaucoma, a doença de Parkinson e a osteoporose são doenças que possuem maior prevalência entre a população idosa, que tendem a aumentar com a maior expectativa de vida no país. O mesmo ocorre em relação às incontinências urinária e fecal, o que justifica a distribuição das fraldas geriátricas. Estima-se que a doença de Parkinson afete de 100 a 200 pessoas a cada grupo de 100 mil habitantes, sendo considerado muito importante o tratamento no início da enfermidade.

Fraldas geriátricas

A oferta de fraldas geriátricas nas unidades do Aqui Tem Farmácia Popular deve beneficiar, por mês, cerca de 40 mil brasileiros. Do total de recursos que serão investidos na ampliação do programa, R$ 38,8 milhões serão destinados ao financiamento desse produto, geralmente utilizado por pessoas com idade a partir de 60 anos e que sofrem de incontinência urinária.

A dificuldade de controle urinário e de esfíncteres atinge de 8% a 34% desta faixa da população, dependendo da avaliação médica. As causas da incontinência urinária ou fecal estão relacionadas a problemas como obesidade, fumo, infecções, uso de medicamentos que atuam no sistema nervoso central, cirurgia pélvica, entre outros.

Cada usuário do Aqui Tem Farmácia Popular poderá adquirir até 40 fraldas geriátricas a cada dez dias. No caso do idoso ser considerado incapaz, o representante legal pode fazer a retirada do produto.

Publicado outubro 20, 2010 – pm:38 pm Categorias: Drogas, INSS, Previdencia, Saúde | Enviar comentário“Tagged”, , | Editar

Campanha: modelo sem mão posa de lingerie

A foto da sensual e charmosa designer gráfica Tanja Kiewitz, de 35 anos, com um sorriso e olhos luminosos, provoca uma reação imediata de surpresa – e, certamente, alguns sentimentos que tentamos afastar.

Tanja diz ter decidido posar de roupa íntima numa campanha na Bélgica cujo objetivo é combater a discriminação da sociedade contra pessoas como ela, que têm algum tipo de deficiência física. Da noite para o dia, começou a receber pedidos de entrevista em toda a Europa.

O anúncio do sutiã preto diz o seguinte: “olhe-me nos olhos… eu disse nos olhos”.

A campanha é de uma ONG dedicada a alertar para os problemas vividos na França e na Bélgica por pessoas incapacitadas parcialmente, chamada CAP48.

Elas não querem que a sociedade sinta pena ou vire os olhos ou tente não enxergar. Querem, isso, sim, que a sociedade se equipe, mentalmente, para aceitá-las como são e lhes dê oportunidade para se realizarem pessoalmente e profissionalmente.

Tanja disse que a repercussão foi imensa depois que sua foto apareceu em revistas e que a maioria das reações “foi positiva, muito positiva”. Ela está aturdida com o sucesso repentino por ter exibido algo que em muita gente provoca incômodo.

Pessoalmente, acho admirável a coragem de Tanja de se expor. Afinal, preconceituosos sofrem de uma deficiência invisível e disfarçada.

A imagem é  válida para combater o preconceito e a discriminação?

ÉPOCA

Publicado outubro 20, 2010 – pm:07 pm Categorias: Acidente, Eco, Imprensa, Moda | Enviar comentário“Tagged”, , , , , | Editar

Jornal britânico sugere voto em Serra, ‘candidato de direita’

financial_times_lex_column_20102010.JPG
‘Brazilhões de dólares são despejados’, diz o título do texto (imagem: reprodução)

Após inúmeros elogios ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ao Brasil, em diversos cadernos especiais que, vale notar, não deixaram de também fazer críticas, o jornal britânico “Financial Times” resolveu fazer uma abordagem mais dura em um texto que analisa o aumento do imposto brasileiro sobre o capital externo.

Por meio da “Lex Column”, o diário sugeriu voto em José Serra (PSDB), citado como “o candidato de direita”. A coluna, não assinada, é uma das mais antigas do jornal e é uma espécie de editorial sobre mercados. É escrita por uma equipe própria, que não é a mesma que redige os editoriais principais, mas representa a opinião do periódico naquela seção específica.

“Ainda que a subida [de Serra nas pesquisas] tenha mais a ver com políticas de aborto do que com orçamento, a melhora da intenção de voto em Serra tem sido cumprimentada por meio de menores taxas de juros futuros para papéis brasileiros”, afirma o jornal.

O texto defende a tese de que a melhor maneira de o Brasil evitar a alta do real seria implementando uma política de austeridade fiscal. Em seguida, diz que “o candidato de direita” “tem feito pressão” para que isso aconteça. A coluna termina com a sugestão implícita de voto em Serra. “Que escolha o Brasil tem? […] Se os brasileiros acham que estão prontos para viver sob um governo mais austero, podem votar a favor disso.”

O raciocínio é o seguinte: é muito difícil, para um país com uma taxa de juros de 10,5% ao ano, não atrair capital especulativo em um mundo que está “com fome de rentabilidade”. O Brasil, então, precisaria reduzir seu juro básico. Para isso, deveria reduzir sua necessidade de captar dinheiro no exterior, o que só poderia ser feito se as contas públicas melhorassem, na avaliação do jornal.

‘Brasil flerta com o perigo’

Também o norte-americano “The Wall Street Journal” criticou a decisão tomada pelo governo brasileiro de elevar o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) sobre capital estrangeiros de 4% para 6%.

A coluna “Heard on the Street” desta quarta-feira, 20, diz no título: “O Brasil flerta com o perigo”.

“Esse comportamento ‘coquete’ [do Brasil] é compreensível para quem é atraente, mas o risco de ficar magoado está aumentando”, afirma a coluna do “Journal”, com a ironia que lhe é peculiar. O texto diz que, por enquanto, as medidas tiveram pouco efeito, mas a tendência é que surjam outras. “O Brasil está jogando duro”, diz.

O perigo, na avaliação do “Journal”, é de que uma hora falte capital para cobrir o déficit do Brasil com o exterior. O retorno dos títulos públicos brasileiros em reais caiu de 9,1% para 6,9%. “Agora, acrescente-se o risco cambial. Uma queda de 10% do real em dois anos cortaria o retorno [yeld maturity] para 2,7%”. Esse tipo de situação, somado à decisão da China de elevar sua taxa de juros, pode levar investidores a retirarem do Brasil suas aplicações – sendo que o País ainda depende desse capital.

Sílvio Guedes Crespo/Radar Economico/Estadão

Publicado outubro 20, 2010 – pm:52 pm Categorias: America Latina, Eleiçoes, Imprensa, Politica | Enviar comentário“Tagged”, , | Editar

Pelé lucra mais que Messi e Kaká

A poucos dias de completar 70 anos, Pelé é um dos esportistas que mais lucra com publicidade. Segundo o jornal italiano Corriere dello Sport, o maior craque de todos os tempos chega a faturar pouco mais de 30 milhões de reais por ano – quantia superior a recebida por jogadores em atividade como Kaká, Messi e Ibrahimovic.

O jornal afirma que Pelé cobra no mínimo cerca de dois milhões de reais para estampar uma campanha publicitária em qualquer lugar do mundo. E que, para associar seu nome a uma marca durante 20 anos, o ex-jogador cobra quase 610 milhões de reais.

Após vários estudos, empresas de marketing chegaram à conclusão de que a imagem Pelé empresta ao produto que ele anuncia a sensação de que ele é único, é líder, sociável, útil, simples, visionário e gentil. Por outro lado, nunca passa a imagem de que seja inovador, divertido, sensual, bonito e fascinante.

Publicado outubro 20, 2010 – pm:38 pm Categorias: Celebridade, Esporte, Futebol, Negocios, Publicidade | Enviar comentário“Tagged”, , , , | Editar

Jornal publica lista de gays e pede seu enforcamento

O jornal Rolling Stone, de Uganda, publicou hoje uma matéria em que apresenta uma lista com “os 100 gays e lésbicas com maior destaque” do país africano, revelando fotos e endereços deles.

O fato provocou revolta de ativistas, que afirmam que grupos já marginalizados poderão sofrer ainda mais ataques, segundo informações publicadas nesta quarta-feira pela rede CNN. O “Rolling Stone” (sem qualquer relação com a revista homônima americana) escreveu ao lado da lista “Enforque-os”.

– Para mim, a primeira coisa que veio à cabeça foi: Como este país permite que uma coisa assim aconteça? – desabafou Julian Pepe, lésbica de 29 anos, cujo nome aparece na lista. – Eles estão pedindo o nosso enforcamento. Estão pedindo que as pessoas façam justiça com as próprias mãos. Estamos todos aterrorizados – acrescentou Julian, que coordena um grupo de amparo a minorias sexuais em Uganda.

Em Uganda, homossexualismo é considerado crime e as penas preveem prisão mínima de 14 anos até perpétua. Apesar da severa punição, um projeto de lei pede que os homossexuais sejam condenados à morte. O projeto já recebeu o apoio do ministro de Ética e Integridade do país.
Ainda segundo a CNN, alguns dos citados na lista já foram vítimas de violência. “Estamos dando apoio psicológico,” disse a coordenadora do programa de apoio às Minorias Sexuais de Uganda, que acrescentou: “As pessoas têm sido agredidas, já abrigamos algumas delas, e alguns se demitiram de seus empregos em razão do assédio moral”.
O governo de Uganda desmentiu a ativista e disse que a divulgação desse tipo de notícia tem como objetivo desmoralizar o país.

A matéria foi publicada um ano depois de um parlamentar propor uma lei que estabeleceria pena de morte ou prisão para quem fosse flagrado em atividades homossexuais no país. A proposta acabou arquivada após grande pressão internacional.

Publicado outubro 20, 2010 – pm:27 pm Categorias: Abuso Sexual, GLS, Imprensa, Internacional | Comentários (1)“Tagged” | Editar

Gaúcha participa de programa da Record na Espanha

Jornalista gaúcha Rafaela Vieira da CunhaApresentado por quatro jornalistas brasileiras, uma delas gaúcha, estreou esta semana na Record Europa o “Programa da Tarde”, uma revista eletrônica que vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 17h30 às 18h30. Ele é conduzido por Record Europa, de Goiás. e Patricia Storni, de Brasília.

Atuando como repórter estão Andrea Parise, de São Paulo, e Rafaela Vieira da Cunha, do Rio Grande do Sul. O programa dá atenção à pauta de assuntos de beleza, boa forma, saúde, trabalho, carreira, decoração, gastronomia, moda, comportamento e direitos do cidadão e apresenta também os principais fatos jornalísticos do Brasil e do Mundo. Para isto, tem correspondentes que entram ao vivo desde o Brasil e de outros países da Europa.

 

O público alvo são todos os brasileiros que moram na Europa, especialmente da Espanha, Itália, Alemanha, França, Bélgica, Holanda e Luxemburgo. Eles podem participar ao vivo dos debates através de telefone. O diferencial da Record na Europa é justamente a programação local para os brasileiros que residem no exterior. O programa pode ser visto também pela internet, no endereço www.recordeuropa.es, ou em http://www.youtube.com/watch?v=P2gq0B_37Ys.

Rafaela é de Cachoeira do Sul e também apresenta o ‘Sou brasileiro’, um programa de prestação de serviços, também direcionado para estrangeiros que vivem na Europa. A Record Espanha, uma das emissoras internacionais da Rede Record, é dirigida por Edemar Taborda, que já teve passagem pela emissora no Rio Grande do Sul.

ColetivaNet

Laboratório brasileiro Teuto é vendido para Pfizer

Companhia norte-americana poderá fazer oferta pelos 60% restantes no início de 2014

A farmacêutica norte-americana Pfizer anunciou nesta quarta-feira que vai adquirir 40% do laboratório brasileiro Teuto, buscando ampliar seu portfólio de medicamentos genéricos no país.

A companhia, que fará um desembolso inicial de R$ 400 milhões, terá opção de apresentar oferta pelos 60% restantes do laboratório no início de 2014. Já os acionistas do Teuto poderão vender sua fatia de 60% apenas a partir de 2015.

Segundo a Pfizer, a operação deve ser concluída até o final do quarto trimestre deste ano.

O acordo com a Teuto é o mais recente de uma série de negociações promovidas pela Pfizer, incluindo a compra do especialista em analgésicos King Pharmaceuticals e aliança com a indiana Biocon em produtos similares a insulina.

AE

Publicado outubro 20, 2010 – am:03 am Categorias: Alimentos, Negocios, Saúde | Enviar comentário“Tagged”, | Editar

Tom Waits lança disco de vinil de 78 rotações

Álbum trará duas músicas e chegará às lojas no dia 11 de novembro.
Músico gravou em colaboração com a Preservation Hall Jazz Band.

A capa do disco de 78 r.p.m. gravado ao lado da Preservation Hall Jazz Band
A capa do disco de 78 r.p.m. gravado ao lado da
Preservation Hall Jazz Band

O cantor e compositor norte-americano Tom Waits lança no próximo dia 11 duas canções em um disco de vinil de 78 rotações.

Registradas em parceria com a Preservation Hall Jazz Band, as faixas “Tootie ma was a big fine thing” e “Corrine died on the battlefield” foram originalmente gravadas pelo músico Danny Barker em 1947.

O álbum terá edição limitada com apenas 504 cópias numeradas à mão. As 100 primeiras unidades serão vendidas num pacote que inclui um toca-discos 78 rotações feito especialmente pelo Preservation Hall.

O dinheiro arrecadado será revertido para a manutenção dos clubes Preservation Hall Junior Jazz, de Nova Orleans, e Heritage Brass Band, de Dallas.

Serão lançadas em uma edição limitada de vinis de 78 rotações – apenas 504 cópias enumeradas à mão. Para escutar o disco é preciso um aparelho antigo – mas as primeiras 100 edições do disco virão com um toca-discos vintage.

Os discos serão vendidos no site do Preservation Hall a partir do dia 20 de novembro. Custarão US$ 50. Com o toca-discos, o preço vai para US$ 200. Os moradores de New Orleans poderão comprar pessoalmente um dia antes.

Os lucros irão para o Preservation Hall entidade criada em 1961 para proteger e honrar o jazz de New Orleans.

Do G1 RJ

Anúncios

Arquivado em:Allgemeines

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: