BRAZIL NIL NEWS

Ícone

News from Brazil

Congresso aprova pensão para gestante

O Congresso criou uma espécie de pensão alimentícia para a gestante. Pela proposta, aprovada na noite de anteontem, a mulher pode pedir na Justiça que o suposto pai de seu filho contribua em despesas de alimentação, exames médicos, remédios e parto.

É preciso, porém, que a mãe reúna provas de que o indicado é pai da criança. Caso ele negue a paternidade, será preciso fazer “exame pericial pertinente”, o que pode ser lido como teste de DNA. O procedimento é desaconselhado por médicos.

Antes de virar lei, o texto precisa esperar um prazo de recurso na Câmara, onde foi avaliado por último, e ser sancionado pelo presidente Lula. Se de fato for regulamentado, pai e mãe terão de compartilhar os custos decorrentes da gravidez. A contribuição de cada um será proporcional às suas respectivas rendas.

Para dar início ao pedido da ajuda financeira, a mulher terá de indicar as circunstâncias em que a concepção da criança ocorreu, quanto ganha aproximadamente o suposto pai e que necessidades terá na gravidez.
Também será preciso reunir provas de que o homem apontado é o pai e possivelmente indicar testemunhas.

Se o resultado do exame for negativo para paternidade, a mãe poderá ser responsabilizada por danos morais e materiais, diz o projeto. Caso a paternidade só seja confirmada após o nascimento da criança, a ajuda financeira da gestante deverá ser transformada em pensão alimentícia em favor do bebê.

Camara

Arquivado em:paternidade, pensão para gestante, Saúde, sexo

Os alimentos mais saudáveis do mundo


Doutorado em nutrição pela Universidade Clayton pela Saúde Natural, o psicólogo Jonny Bowden dedica-se à pesquisa dos alimentos há duas décadas. Além do livro Os 150 Alimentos mais Saudáveis do Planeta, ele vai lançar, no fim do mês, a obra As Refeições Mais Saudáveis do Mundo. Em entrevista a revsista ÉPOCA, o autor revela quais são os alimentos menos saudáveis, dos quais devemos manter a maior distância possível.
ÉPOCA – Como o senhor fez a lista com os 150 alimentos mais saudáveis?
Bowden – Pegamos todos os alimentos naturais possíveis e comparamos seus valores nutricionais. Quais possuíam o maior nível de determinado nutriente? Quais tinham baixos níveis de nutrientes? Fiz isso com todos os vegetais, todas as fontes de proteínas, todos os grãos. Cotidianamente, as pessoas comem cerca de 10 a 15 alimentos apenas.

ÉPOCA – Quais são os melhores grãos?
Bowden – Recomendo a quinua que contém muitas fibras e proteínas. Também gosto de aveia integral, que tem muitas fibras, proteínas, altas concentrações de minerais e pouquíssimo açúcar.
ÉPOCA – Em que as pessoas devem prestar atenção na hora de comprar alimentos?
Bowden – Você deve escolher alimentos que passaram por pouco ou nenhum beneficiamento depois da colheita. Quanto mais colorido, melhor, porque a cor é a forma como a natureza põe os nutrientes na comida.
ÉPOCA – Os alimentos orgânicos são sempre melhores?
Bowden – Em um mundo ideal, os orgânicos serão sempre melhores. No mundo real, no entanto, as coisas não são necessariamente assim. Não sou tão radical quanto alguns nutricionistas. Primeiro, porque produtos orgânicos são sempre mais caros.Se eu tiver de gastar meu dinheiro com alimentos orgânicos, vou escolher aqueles mais propensos a acumular pesticidas, como morangos, tomates e verduras.
ÉPOCA – Por que as pessoas comem menos alimentos saudáveis do que deveriam?
Bowden – Porque os alimentos industrializados têm um gosto muito bom. A indústria adiciona muito açúcar e sal nos alimentos, intensificando as nuances de sabor. Encontramos comidas com dosagens inconcebíveis de adoçantes e sal. As pessoas são seduzidas pelo sabor, pelos estímulos sugeridos nos comerciais. Isso cria uma cultura em que essas comidas se tornam o padrão.
ÉPOCA – Em seu livro, o senhor afirma derrubar vários mitos sobre a comida. Quais são eles?
Bowden – Um é que carne é sempre ruim, outro é que soja é sempre bom. As comidas de soja encontradas nos EUA são muito diferentes das que fazem parte do cardápio oriental. Carne de soja, sorvete de soja. Não são comidas saudáveis nem prejudiciais. São alimentos neutros, cujo valor nutricional não é nada excepcional. Recomendo produtos de soja fermentados. Tudo que é natural e fermentado é bom, porque o processo de fermentação cria bactérias que são muito úteis ao organismo.

Confira a lista dos alimentos que deveriam freqüentar o nosso prato mais vezes.

1- Sardinha: é rica em proteínas e possui minerais essenciais, como magnésio, ferro e selênio, que têm ação anticancerígena. Esse tipo de peixe também ajuda o organismo a liberar o mercúrio e tem altas concentrações de omega 3, um tipo de gordura “boa”, essencial para o funcionamento do cérebro, do coração e para a redução da pressão arterial. As sardinhas são chamadas de “comida saudável em lata” por Bowden, que aconselha que sejam compradas as preservadas no próprio óleo ou em azeite, quando não puderem ser consumidas frescas.

2- Repolho: as folhas do vegetal contêm grandes concentrações de substâncias antioxidantes e anticancerígenas chamadas de indoles e sulforafanos. Uma pesquisa da Universidade de Stanford, nos EUA, apontou que o sulforafano é a substância química encontrada em plantas que mais eleva o nível de enzimas anticancerígenas no organismo.

3- Folha de beterraba: geralmente jogada fora, é rica em vitaminas, minerais e antioxidantes. Contém carotenóides, pigmento natural dos vegetais que ajuda a proteger os olhos contra o envelhecimento. Bowden também afirma que a beterraba em si também é um dos alimentos mais ricos que existem. As folhas podem ser comidas cruas na salada ou refogadas, como espinafre.

4- Açaí: em suco ou misturado à comida, como é feito no norte do país, o açaí é uma das frutas com maior concentração de antioxidantes. Também é rica em gorduras monoinsaturadas e poliinsaturadas, que são benéficas e auxiliam na redução do colesterol ruim e na prevenção de doenças cardíacas. Para Bowden, os brasileiros que não consomem a fruta freqüentemente desperdiçam a benção que a natureza lhes proporcionou.

5- Goiaba: rica em fibras, minerais e vitaminas. Também possui grandes quantidades de licopeno, o mais antioxidante entre todos os carotenóides. O licopeno auxilia na prevenção do câncer de próstata e reduz os riscos de surgimento de catarata e doenças cardiovasculares.
6- Cereja fresca: tem altas concentrações de antocianina, um antiinflamatório natural. Deve ser comida ao natural ou misturada com iogurte ou vitaminas.

Arquivado em:Alimentos, alimentos naturais, Dietas, Saúde

Design para moradia segura na terceira idade


O brasileiro está vivendo mais. De acordo com o IBGE a expectativa de vida para 2050 será de 81 anos. Ou seja igual a dos japoneses hoje. Isso coloca em discussão a necessidade de novas políticas públicas e da inclusão do Design Universal na construção de moradias mais seguras para a terceira idade.

O conceito de Design Universal tem por base a acessibilidade. Ambientes e produtos desenvolvidos de forma que possam ser usados por qualquer pessoa considerando, principalmente, a ergonomia e a usabilidade na preservação da independência e autonomia de seus usuários.

A nova realidade brasileira registra a presença de 15 milhões de pessoas com mais de 60 anos. Sendo 62,4% responsáveis por seus domicílios. Estamos vivendo mais e felizes. E isso faz crescer a demanda por casas mais seguras.

Adaptar uma residência as necessidades da terceira idade requer atenção aos detalhes. No banheiro o vaso sanitário deve ser mais alto; o box deve ser espaçoso, estar equipado com barras de apoio e conter um banco fixo ou uma cadeira para auxiliar durante o banho. O piso deve ser antiderrapante. A arquitetura e o design devem prever portas mais largas e uso de rampas ou elevadores. Caso não seja possível eliminar as escadas, estas devem ter degraus menores e todos do mesmo tamanho. As tomadas devem estar posicionadas a mais ou menos um metro do chão. A iluminação deve ser mais brilhante e acionada por sensores. Tapetes devem ser eliminados ou então instalados sob proteção antiderrapante ou com adesivos. Se possível pense também na climatização de todos os ambientes para proporcionar temperaturas mais agradáveis. E na hora de decorar privilegie a memória afetiva usando e abusando de porta-retratos.

É fundamental que a moradia também atenda as diferentes solicitações geradas ao longo da vida. Criar um ambiente mais seguro não só diminui o risco de acidentes domésticos como também proporciona mais conforto, melhora a qualidade de vida, respeita as diferenças e promove inclusão social sem distinções.

Para saber mais:

http://www.ampid.org.br/

Arquivado em:Design moradia idosos, Idosos, Moradia adaptada, Saúde

%d blogueiros gostam disto: